5 erros mais comuns durante um projeto de reforma

Quando o assunto é reforma, existem inúmeras etapas a serem seguidas para que tudo corra bem e dentro do planejado. No entanto, muitas vezes, pessoas sem conhecimento técnico do assunto não têm ideia sobre quais são essas etapas e acabam se esquecendo de tomar alguns cuidados importantes. Em decorrência disso, não é raro que ocorram erros e imprevistos durante a obra, tornando-a muito mais complicada do que você poderia ter imaginado.

Para que você não passe por isso e esteja preparado para a sua próxima reforma, nós da Renata Basques Arquitetura listamos os erros mais comuns durante um projeto de reforma e de que maneira eles podem ser evitados. Confira!

1- Falta de planejamento

Algumas pessoas tendem a pensar que reformas simples não requerem um planejamento prévio muito elaborado. Dessa forma, acabam conduzindo a obra da sua casa ou apartamento baseadas no que, supostamente, consideram que seria melhor para chegar ao resultado final com que tanto sonharam.

No entanto, fazer um planejamento adequado é essencial para evitar problemas e garantir o maior custo-benefício possível durante a obra. Não é raro que reformas sem planejamento resultem em erros como mobília maior que o espaço disponível, falta de circulação ou eletrodomésticos posicionados em locais sem instalação elétrica. São coisas básicas, mas que sem o auxílio de um profissional da área podem acabar passando despercebidas.

Por isso, conte com a ajuda de um arquiteto! Assim, você será capaz de expressar todas as suas vontades com a reforma, e ele, por sua vez, irá criar a estratégia mais viável para alinhar os seus objetivos com o projeto da obra.

2- Não escolher bem o profissional ideal

É imprescindível saber escolher o profissional certo e mais qualificado para te auxiliar com o planejamento e execução da obra. Muitas pessoas acabam enfrentando problemas durante a obra justamente em decorrência da falta de experiência do arquiteto que contrataram.

Para evitar que isso aconteça com você, faça uma decisão bem pensada ao escolher o seu arquiteto. Existem algumas maneiras de avaliar a qualidade de um profissional antes de contratá-lo, como checar se ele tem registro no CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo), analisar o seu portfólio de projetos e buscar referências com pessoas que tenham trabalhado com ele previamente.

3- Não inspecionar a obra de forma correta

Mesmo com planejamento adequado e a ajuda de um profissional qualificado, é muito importante realizar a inspeção constante da obra. Inúmeras situações desagradáveis e, muitas vezes, que geram danos financeiros, poderiam ser evitadas com o monitoramento efetivo da reforma e do trabalho dos colaboradores nela envolvidos.

Assim, certifique-se de visitar a sua obra frequentemente e, de preferência, na companhia do seu arquiteto. Ele irá te ajudar a entender cada etapa da reforma, além de conferir se está tudo em ordem e alinhar as suas expectativas com as orientações dadas aos operários. Reformas são um grande investimento e, para que corra tudo bem, devem ser acompanhadas de perto, do planejamento aos detalhes finais!

4- Instalações elétricas e hidráulicas ineficientes

De que adianta um projeto atraente e sofisticado se ele não for funcional? O trabalho de um arquiteto vai muito além de garantir um bom acabamento ou decoração do seu espaço. Afinal, sem instalações elétricas e hidráulicas adequadas, o cômodo pode acabar não atendendo ao seu propósito principal. Uma sala com excesso ou falta de iluminação, ou tomadas posicionadas em locais ineficientes de acordo com a posição dos móveis, por exemplo, pode ser um problema sério.

Para assegurar que as instalações elétricas e hidráulicas do seu projeto sejam eficientes, a assistência de um arquiteto é, novamente, de extrema importância. Apenas profissionais com conhecimento especializado no assunto terão a habilidade de desenvolver um projeto que concilie beleza e funcionalidade em todos os aspectos.

5- Escolha de mobiliário desproporcional ao espaço

A escolha dos móveis é a parte preferida de muitos durante uma reforma. É quando o projeto finalmente vai tomando forma e o resultado da obra começa a ficar de fato visível. No entanto, é importante lembrar que para que o espaço seja aproveitado ao máximo, você deve ter alguns critérios bem estabelecidos na hora de comprar o mobiliário.

Evite se deixar levar pelo entusiasmo e comprar móveis simplesmente pelo fato de considerá-los bonitos e elegantes. É claro, compre apenas aquilo que te agradar, porém não se esqueça de seguir as medidas passadas pelo seu arquiteto, evitando mobílias que fiquem desproporcionais ou prejudiquem a circulação no local. Certifique-se também de que as cores dos móveis escolhidos combinam com a composição do espaço (papel de parede, tintura, etc) e que eles não fujam do estilo proposto no projeto, como por exemplo comprar uma mobília clássica para uma sala contemporânea, e vice-versa.

 

Como mencionamos anteriormente, contar com o auxílio de um arquiteto experiente é essencial para que você não enfrente nenhum destes problemas durante a sua reforma! E com mais de 20 anos de experiência no ramo, não existe opção melhor para te atender do que o Renata Basques Design de Interiores e Arquitetura! Estamos prontos para desenvolver projetos de reforma completos e personalizados, que se adequem a sua necessidade da melhor maneira! Clique aqui e saiba mais! 

E aí, gostaram? Clique aqui para conhecer mais das soluções arquitetônicas e de design de interiores do Renata Basques Arquitetura! Estamos dispostos a desenvolver o projeto ideal para o seu espaço.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

12 + seis =

× Como podemos te ajudar?

Quer receber nossas novidades?

Deixe seu email e faça parte da nossa lista VIP para receber
todas as nossas novidades